sexta-feira, novembro 7

Canto para ti


Cadê?

Cadê aquela menina?

Menina de riso solto...

espontâneo e gostoso...

desses que nos faz rir também...

Que queria realizar em Paraty

um festival das cirandas do Brasil...

 

Cadê?

Cadê aquela menina?

Menina de rodopio suave...

Que ao dançar

me hipnotiza em seus passos...

e enche o salão de magia.

 

Cadê?

Cadê aquela menina?

Menina que quando passa

deixa rastro de alegria...

E que ao nos embalar

faz o mundo se reencantar...

 

Cadê?

Cadê aquela menina?

Eu quero aquela menina...

Volta após suas voltas menina...

Volta que esse canto é seu...

Volta que esse canto é para ti.

 

Deixa a lua sangrar sozinha e volta.

Nenhum comentário: