sábado, julho 10

É tempo de São João!




Gargalhadas
Pra que buscar recaída,
Reviver o drama
Mexer na ferida?
Por onde se engana o coração
Se encontra a saída pra vida.
Tempo de ver que é maldade
Martelar as horas no chão da saudade...
Embora agora contradição,
O tempo que pôs essa dor nessa conta
É quem desconta...
Passa e te aponta o ponto de
Sorrir mais...
Soltar gargalhadas.
Deixar pra trás
O que te entristece,
Tece teus ais...
Rir mais...
Soltar gargalhadas.
Deixar pra trás
O que te entristece,
Tece teus ais.
Bruna Caram


Um comentário:

Rodrigo Passos disse...

muito legal o poema...