quarta-feira, março 18

.de talhes singulares.

E de repente pareço não ter mais lar...
Aquele canto aonde sempre pude voltar já não está mais lá.
.
Fim de mais um ciclo.
Seguimos a pagar nossos sonhos e pecados...
Estórias a preencher as páginas desse livro
De momentos inteiros... de momentos rasgados...
.
.de talhes singulares.

Foto minhA

Nenhum comentário: